INCLUSÃO NA ESCOLA: Fundamental I participa de palestra sobre o autismo

VISITA INSPETORIAL: Nova Inspetora das FMA visita CCJMT
15/03/2017
Campeões de Química são premiados no auditório da UFMT
17/03/2017

Para entender melhor como uma criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA) enxerga o mundo e se relaciona, é que a mãe da Isabele, Érica Rezende Barbieri, roda o Mato Grosso realizando palestras em escolas públicas e privadas falando da importância da inclusão do portador de autismo nas escolas.

Segundo ela, no ano passado foi realizado um projeto piloto na escola que sua filha, portadora do TEA, estuda. O projeto foi aceito com muito carinho e teve excelentes resultados. “Observamos que os colegas passaram a auxiliá-la melhor no convívio escolar e se tornaram divulgadores do TEA”, conta Érica.

Durante a palestra, Érica apresentou de forma lúdica para as crianças sobre o que é o TEA e mostrou como os alunos podem fazer para estimular a amizade e o companheirismo do colega autista.

Para Gilvane Iwankiw, mãe do Davi (TEA) do F1, é muito importante que os colegas entendam o que se passa na cabecinha dele. Por meio da palestra, os alunos tiraram dúvidas e experienciaram como ele escuta, o que ele vê, o que ele gosta e o que não gosta. Mas acima de tudo puderam entender o quanto são importantes para que qualquer portador de TEA seja incluído dentro do ambiente escolar para evoluírem cada vez mais.

“Acho que o foco principal é a inclusão, é estarmos juntos no mesmo ambiente e espaço se respeitando e tendo as mesmas oportunidades. É o que acontece com o Davi, o Daniel e tantas outras crianças que já passaram por aqui”, ela acredita.